Obie se foi …

Quem se lembra de Obie?

Obie, o dachshund, ganhou fama mundial em 2012, quando foi descoberto através de um resgate. Obie pesava 35kg e precisava de um lar adotivo.Ele foi considerado o cão mais gordo do mundo, mais que o dobro do tamanho normal para animais deste tipo. Ele morava com seus donos idosos no OregonEUA. O que se sabia era que os velhinhos, que ficavam com dó do olhar pidão de Obie lhe davam muita comida e cada vez menos exercícios, até que perceberam que estavam fazendo mal para a saúde do cão e o colocaram para adoção em meados de Agosto de 2012.

Em meio às lágrimas eles assumiram a incapacidade de tomar conta do animal que ganhava mais peso a cada dia. Mas ele teve a sorte de ser adotado por uma moradora de Portland,  Nora Vanetta, uma veterinária, já proprietária na ocasião de dois cachorros (um labrador de 9 anos e um dachshund preto Noggie, de 5 anos, com peso adequado a raça. A adoção ocorreu em janeiro de 2013.

Este blog contou a história deste salsichinha em janeiro de 2014 e toda a saga a que foi submetido pela sua nova dona Nora para que ele se tornasse um cão normal em peso e em vida. Foi realmente uma saga acompanhada por milhões de fãs nos EUA e em outras partes do mundo, pois envolveu a ajuda de muitas pessoas para bancar o tratamento e terapias para o cão voltar ao tamanho e vida normal. Ele, Obie virou uma celebridade e toda sua história é contada aqui: http://netleland.net/categoria-geral/a-vitoria-de-obie.html.

Vale uma releitura antes para entender como chegamos neste atual relato.

No último domingo, dia 26/06/2022, Obie veio a falecer e nada melhor do que republicar a mensagem de sua própria dona e colaboradores, neste momento difícil:


Mensagem de Nora Vanatta:

Eu sabia que seria um ano difícil. Sabia que iria perder os dois rapazes este ano. Só não sabia que o Noggie (dash pretinho) iria primeiro. E, certamente não estava pronto para perdê-los com semanas de diferença um do outro.

Toda boa história tem que chegar ao fim. Obie tinha sido menos ativo durante vários anos, mas conseguiu-se bastante bem considerando a sua idade e o que o seu corpo mais jovem tinha passado. Tive-o muito mais tempo do que esperava e 16 anos é muito bom para qualquer dachshund.

Obie estava um pouco mais deprimido depois de perder o Noggin. Noggin era seu amigo e companheiro constante. Os meninos tornaram-se parte da minha identidade ao longo dos últimos 10 anos proporcionando muitas memórias, pessoas e experiências bonitas; boas e ruins. Fui abençoado por ter a oportunidade de ajudá-lo.

Na sexta-feira (24/06), Obie ficou agudamente paralisado na traseira. Milagrosamente ele permaneceu muito estóico e não mostrou dor. O meu plano era dar-lhe dois dias com medicação e ver se havia alguma melhoria, mas eu sabia que isto não podia ser resolvido. No dia seguinte ele estava pior e mostrou postura de paralisia clássica. Ele foi capaz de evacuar  sozinho, mas não conseguiu depois disso. Consegui ver a vida a sair dos seus olhos e sabia que estava na hora.

Passei algum tempo com ele nos últimos dois dias. A madrinha e o querido amigo desceram para passar uma última noite com ele. Ele amava a sua madrinha Peggy e passou a sua última noite com ela. Deixamo-lo ir esta manhã pacificamente e rodeado de amor. Esse é o único caminho a percorrer e que bela vida ele teve. Até nos encontrarmos novamente doces meninos

Nora Vanatta & Peggy Scearce


Mensagem de Peggy Scearce:

A maioria de vocês sabe que perdi um pedaço do meu coração no domingo de manhã com o falecimento do meu cãozinho Obie.

Ele foi uma grande parte da minha vida e a razão pela qual muitos de nós somos amigos. Existem tantas memórias maravilhosas e momentos divertidos que partilhamos ao longo dos últimos anos. Estive vendo fotos ontem à noite e há milhares delas, pois normalmente estava atrás da câmara em encontros, saudações e eventos.

Alguns dos destaques que gostaria de partilhar são quando nos conhecemos, foi amor à primeira vista enquanto ele abanou o seu corpinho gordo e sorriu para mim com aquele sorriso adorável com os dentes abertos.

Ele teve uma festa de aniversário e o quanto ele adorava ser o centro das atenções e “trabalhar” a multidão, andar de colete, rabo abanando e cumprimentando a todos!

A primeira viagem para fora da cidade que fizemos juntos foi para o desfile de dachshunds de Ellensburg , onde ele foi o grande marcial.

Foi aqui que ele descobriu como andar na minha scooter e AMOU. Ele descobriu tudo sozinho, subiu, caíu, ficou com um pé pendurado sobre a borda e olhou para mim como “tudo bem, vamos lá”. Foi aqui que consegui a foto “voadora” Noggin companheiro inseparável de Obie, numa corrida de dachshund.

 Desde o início que me uni com a Nora como se ela fosse a minha “outra” filha, trabalhamos e publicámos o seu primeiro calendário, pois ele tinha conquistado uma grande base de fãs e queríamos partilhar com os seus fantásticos apoiadores.

Fomos a alguns eventos locais compartilhando a sua história e educando sobre obesidade e perda de peso para animais de estimação. Fizemos a turnê do Obie Dog pelos EUA para conhecer e saudar os seus seguidores e UAU que explosão nos divertimos!

Um livro inteiro poderia ser escrito sobre isto! Fomos ao Weinerfest no Canadá, ao show Today em Nova Iorque e em vários outros lugares conhecendo novos amigos pelo caminho. À medida que os anos passaram Nora, Obie, Noggin e Hunter, eu e a minha equipe nos divertíamos nos muitos momentos passados juntos, quer a visitar-nos um com o outro ou numa viagem de praia ocasional com a manada a reboque. 

Porém à medida que o Obie envelhecia e não conseguia andar tanto, tornei-me a ama de cães primária para que a mãe Nora pudesse continuar com as suas expedições de caminhadas. Ao longo dos últimos anos Noggin, o dashund pretinho abrandou e não conseguiu mais acompanhar as caminhadas intensas, por isso juntou-se a nós quando a mãe ía caminhar e acampar. Juntaram-se aos meus outros três cães e divertiam-se no quintal e a dormir abraçados numa cadeira ou cama. Eu estava no paraíso de Dachshund! Fiz uma tatuagem do Obie no meu pé há anos atrás, por isso ele vai permanecer comigo para o resto da minha vida. Quero agradecer a todos e a todos que seguiram o Obie e se tornaram amigos queridos ao longo dos últimos 10 anos e espero que ele, o Nog e o Hunter estejam reunidos na ponte arco-íris. Abraços e amor para todos

Cenas de momentos passados por Obie com suas tutoras, amigos caninos, eventos durante sua estada nos 16 anos de vida.

Fans do Obie pelo mundo

Obie então nos deixou e apesar de parte de sua vida ter sido bastante problemática, conseguir atingir 16 anos o que é um parâmetro bom para esta raça de cães.Apesar disto, a maior parte de sua existência foi repleta de companhias, emoções e muita badalação. Foi um herói e conquistou suas vitórias e deu muitas alegrias a todos.

R.I.P. Obie ! 

Updated: 04/07/2022 — 5:42 pm

7 Comments

Add a Comment
  1. Olá caro Amaral,

    Quanto tempo não falamos…estamos vivos e com certeza levando a vida mais escolado….. bela história, normalmente casos envolvendo bichos de estimação são tristes e emocionados..
    Uma vez eu sai pra comprar um cachorro, não tinha raça definida e fui ver filhotes. Depois de ver alguns fui numa casa que anunciava Setter Irlandes. Quando entrei na casa a cachorra pulou no meu colo e começou me lamber com estivesse dizendo me “leva embora” era a última da ninhada. Não deu outra comprei a cachorra. ela se transformou numa linda femea, grande e muita bonita. Consegui cruza-la com um macho campeão Brasileiro e Internacional e nasceram 10 filhotes. Pra isso tive que abir um canil por conta do pedigree. o Nome do canil era RED WIND devido a pelagem vermelha da raça. Na época estávamos vivendo a era Star war e os nomes que dei aos cães foram ..Starbuck, Lea Organa, Tron, Troy..etc Ela era realmente uma cachorra muito especial morreu com 8 anos com cancer no figado. Até hoje quando falamos dela ficamos emocionados.

    grande Abraço

  2. Carlos T Furquim

    Que linda homenagem. Parabéns.

    1. Obrigado Furquim. Um grande abraço a vc..

  3. LINDA HISTÓRIA DE AMOR !!!

    1. Valeu Guirau,
      Obrigado pelo comentário. Um abração a vc

  4. Vera Lucia Garcia

    Que história linda para nós, cachorreiros!
    Bjs,
    Vera

  5. Muito bom Amaral. Os animais são criaturas importantes no planeta.

Deixe um comentário para Carlos T Furquim Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.