Em menos de um semana, após convocação feita pelas redes sociais, a população voltou as ruas para mais protestos por conta das mazelas que atormentam o país, como corrupção, prisão do Lula, judiciário ambíguo, etc..

Para 31 de Março, domingo de páscoa a convocação feita por generais e grupos sociais para realmente pedir intervenção militar para parar a sangria das imoralidades, das impunidades, do mau funcionamento de instituições como o STF e outras e voltar a colocar o país num rumo adequado. A data foi escolhida também para se comemorar o aniversário dos 54 anos do contra-golpe de 1964.

A outra manifestação também convocada pelos grupos sociais eram também contra os mesmos motivos, mas com destaque para a possibilidade de evitar a prisão do ex-presidente, já condenado pelas nas 1ª e 2ª instâncias e que a Suprema corte ensaiava para não permitir a prisão. Claro que os alvos principais foram o ex-presidente condenado e os ministros do STF, mesmo foco demonstrado na manifestação de 31 de março, mas com solução diferente para estes cenários.

Ambas, aconteceram sem acidentes, lotaram ruas, praças, avenidas em várias capitais e cidades menores no Brasil todo.

Em São Paulo, novamente foi na Avenida Paulista o palco dessas grandes manifestações, que juntamente com o manifesto de alguns generais influenciariam a decisão do STF em não manobrar para conceder Habeas Corpus preventivo para o então condenado a 12 anos neste primeiro processo em que foi julgado.

Notoriamente e já sendo tradição, a grande mídia deu destaque não apropriado as grandes concentrações, como em situações anteriores, manipulando os fatos.

As imagens falam melhor, e mostram o sentimento de revolta com tudo o que está acontecendo no país….


Momentos da manifestação de 31 de Março



Momentos da manifestação de 03 de Abril


Relembre também os outros atos cívicos: