A São Paulo francesa…

O mais destacado exemplo da “época francesa” de São Paulo, o Museu Paulista da USP, popularmente conhecido como Museu do Ipiranga ou Museu da Independência.

Gilberto Calixto Rios, fotógrafo profissional, amigo das reuniões da ONG PreservaSP, tem exposto ao público vários trabalhos sobre a história de São Paulo. Bisneto de Benedicto Calixto famoso pintor, desenhista, professor, historiador e astrônomo amador brasileiro, recentemente por ocasião do aniversário de 463 anos da cidade, apresentou mais um trabalho que mostra uma face pouco conhecida de São Paulo, mas que marcou profundamente a vida e a história da cidade: a época da São Paulo francesa, um período decorrido entre o final do século XIX e início do XX, em que os costumes, a cultura e principalmente a arquitetura seguiam os modelos franceses. Uma boa parte das construções já tombaram por conta das transformações da cidade, mas algumas edificações resistiram e podem ser vistas ainda na cidade:



Updated: 27/02/2017 — 10:30 pm

2 Comments

Add a Comment
  1. A maior perda na minha opinião foram os 3 palacetes Prates na Anhangabaú-R.Líbero Badaró, e a aquela belíssima construção na Rua Direita esquina com 15 de Novembro. São as construções que bem resumem este estilo de arquitetura.
    Valeu, San

  2. Amaral,
    Tudo bem com voce, ainda morando na serra?
    Os Ingleses e Franceses nós deixaram coisas maravilhosas, uma pena que não damos o devido valor para esse legado..
    Abs, PGouvea

Deixe uma resposta para Paulo Gouvea Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *