Recentemente lamentamos a perda de Amy Winehouse, que pertencia a um grupo de cantoras, com uma voz muito característica e de qualidade unicamente reconhecível.

Mas a cerca de aproximadamente 43 anos atrás surgiu também uma voz de cantora bem sutil. Ele pertencia a um conjunto que ficou muito famoso, vendeu muito, no mundo todo, e fez frente as bandas pré-fabricadas norte-americanas, como os Monkees, Archies, 1910 Fruitgun Co, entre outras.

Na ocasião como não existia muitos videoclips musicais, muitos achavam até que aquela voz era de um vocalista masculino e não feminino, dada a sua peculiar sonorização.

Esta banda com sua cantora bem particular, não era inglesa e nem norte-americana, mas cantava em inglês para obter uma aceitação maior e sucesso global; seu nome era Mariska Veres, cantora holandesa, cujo maior sucesso é mostrado abaixo:

 

Lembrou????

Pois é este sucesso chamado “Venus” foi da banda Holandesa chamada “Shocking Blue”, que tinha Mariska Veres como vocalista principal. Poderão notar a sutileza de sua voz..

Mariska Veres, possuía uma poderosa voz de contralto, distinta de todas as outras cantoras, com as quais era frequentemente comparada, como por exemplo com Grace Slick da banda Jefferson Airplane, de Suzi Quatro e até mesmo com a recentíssima Amy.

Adorava gatos, não fumava, não bebia nem nunca usou qualquer tipo de drogas, exceção curiosa para aqueles anos de fim de década de 60 e inicio do 70. Quando entrou para os Shocking Blue, em 1969 avisou expressamente os membros da banda que não estava afim de qualquer relacionamento romântico com qualquer um dos integrantes.

A banda Shocking Blue, com Mariska vendeu 13,5 milhões de discos até 1973 e acabou em 1974. Mariska continuou com carreira solo, e fez sucesso com as canções “Take Me High” (1975) e “Lovin’ You” (1976). Os sucessos “Venus” e “Never Marry A Railroad Man”, eram presença marcante nas baladas daqueles anos.

Mas em 2 de dezembro de 2006, com 59 anos, a cantora veio a falecer motivada por um câncer (cancro). Teve portanto carreira de sucesso curta como Amy, mas deixou também para as gerações seguintes a sua maravilhosa voz, que ainda hoje continua a encantar, sendo até regravada por DJ´s, e em gaps de musica eletrônica.

Mariska Veres nasceu em Haia. Seu pai era um violinista húngaro e cigano chamado Lajos Veres e sua mãe nasceu na Alemanha de pais franceses e russos.

Veja abaixo a ultima apresentação de Mariska, 11 meses antes de sua morte, apresentação que ocorreu nos Estados Unidos num programa de TV; confira:

Bons tempos, não ?


 

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • Google Plus