Aqueles que viveram os anos 60 e 70, se lembrarão de um estilo musical derivado do pop, destinado a pré-adolescentes e adolescentes que foi denominado pelos especialistas musicais de “bubblegum”. O estilo se caracteriza por um som animado e cativante, um fenômeno de singles (ou canções soltas) em vez daqueles álbuns complexos de meses de produção.

Por assim ser o estilo era geralmente produzido num processo de linha de “montagem” bem comercial impulsionado por produtores musicais dentro de estúdios, muitas vezes utilizando cantores e grupos desconhecidos. Teve fase popular entre 1967 e 1972 e depois um remake entre 1974 e 1977 quando então o punk rock emergiu dos porões, como se falava.

Os cinco membros originais do grupo 1910:Fruitgum Co. em 1966; No topo da esquerda são Floyd e Steve. Na parte inferior estão Pat, Frank e Mark.

Como muitos artistas eram fabricados no estúdio usando músicos de sessão, um grande número de músicas de bubblegum foram feitas por “one-hit wonders” ou seja, artistas que só conseguem um único grande hit ou sucesso em suas carreiras.

Os artistas mais conhecidos da era de ouro do bubblegum pop, estão The Ohio Express e The Archies, cuja canção “Sugar Sugar” é a mais bem sucedida canção de bubblegum lançada em 1969, o cantor Tommy Roe (Dizzy), The Monkeys, The Equals, Steam, Manfred Man, The Sweet, The Partridge Family entre outros.

“The 1910:Fruitgum Co, é uma das de maior sucesso neste subgênero da pop music. Foi um grupo dos Estados Unidos mais empolgantes do estilo bubblegum pop.

Seu primeiro sucesso lançado em 1968 foi um estouro de vendas e se tornou a canção símbolo do grupo, “Simon Says”. Rapidamente chegou aos primeiros lugares na parada musical no Reino Unido. A seguir vieram outros sucessos como “1, 2, 3 Red Light”, “Indian Giver”, “May I Take A Giant Step”, “Special Delivery”, “The Train”, “Reflections From The Looking Glass” e a melosa “When We Get Married”.

Simon Says, empolgante e dançante, um clássico do bubblegum pop
Faziam grandes turnês em companhia dos Beach Boys, Lou Christie, Sly & Family Stone, Tommy Roe, Mark Lindsey (vocalista do Paul Revere & The Raiders), The Vogues, Ron Dante do The Archies, Gary Us Bonds, Jim Yester do The Association, Melanie, Commander Cody e de outros grandes nomes da época..

A banda começou como Jeckell e The Hydes em Nova Jersey em 1966. Os membros originais eram Frank Jeckell, Mark Gutkowski, Floyd Marcus, Pat Karwan e Steve Mortkowitz – todos da cidade de Linden, Nova Jersey.
Durante 1967, eles foram contratados pela Buddah Records, onde lançaram cinco LPs com seu próprio nome e uma variedade de singles, além de aparecer no LP The Kasenetz-Katz Singing Orchestral Circus, que caracterizou-se como uma habitual banda de estúdio da Buddah.

O grupo original se separou em 1970. O nome continuou com uma banda dirigida por Jolly Joyce da Filadélfia. Mark Gutkowski, o principal vocalista, foi visto pelas ultimas vezes durante 1977 na Europa com o The Ohio Express, The Hollies e a The Music Explosion.

Como qualquer banda daqueles anos dourados, a mudança de seus integrantes também foi constante, mas no início deste século, os membros originais Frank Jeckell e Floyd Marcus juntaram-se novamente, com alguns músicos e começaram a viajar pela estrada de novo. Realizaram um concerto em 17 de novembro de 2007 na Caravan of Stars XIV, em Henderson, Tennessee. Também apareceram no espetáculo Dickey Lee, Jimmy Gilmer, Carol Conners (de The Teddy Bears), Bo Donaldson e Heywoods, Jim Yester (The Assossiation), Jerry Yester (The Lovin ‘Spoonful) e Eddie Brigati (The Young Rascals).

Seu primeiro sucesso, “Simon Says”, foi escrito por Elliot Chiprut. Durante o processo de gravação, a banda mudou o ritmo e modelou a música se tornando um sucesso, entrando na lista da Billboard Hot 100 dos EUA.

A banda marcou seu período e seu estilo animado e meloso, pois “Simon Says” vendeu três milhões e meio. “1, 2, 3, Red Light” e “Indian Giver” venderam cada um mais de um milhão de cópias. Todos os três foram premiados com discos de ouro e particularmente Simon Says é algumas vezes relembrada em academias, treinos de dança e programas infantis.

Ainda existente a atual configuração da banda ainda realiza shows e mantêm um site com sua história e realizações.

Tal como o The Archies, a 1910:Fruitgum Co. marcou sua época e estilo naqueles anos 60/70.

1- 2- 3 Red Light, outro grande sucesso que embalava os bailes da época.
Site Oficial

Discografia