Posts tagged Chuck Berry

Estamos perdendo o Rei…

3

chuck

Não há quem aprecie o bom e velho Rock, que não conheça ou admire Chuck Berry.

Chuck Berry, cujo nome verdadeiro é  Charles Edward Anderson Berry, nasceu em Saint Louis, no dia 18 de outubro de 1926, e  é apontado por muitos como um dos  inventores do rock and roll.

Chuck Berry com Mick Jagger antes do lendário show no Madison Square Garden em 1969 que fez parte do álbum Get Yer Ya-Yas Out!

Chuck Berry com Mick Jagger antes do lendário show no Madison Square Garden em 1969 que fez parte do álbum Get Yer Ya-Yas Out!

Cantor, compositor e guitarrista, dividiu com Bill Halley, e Little Richard o início do estilo musical de uma mistura de blues, country, música gospel e folk que eram tocados no pós-guerra nos EUA por vários músicos. Representa o primeiro time do Rock´n´Roll, que ajudaram a influenciar a segunda safra, do qual faz parte Elvis, e os anos 60, notadamente os Beatles e os Rolling Stones.

O rock and roll sofreu muitas interferências, mas Chuck Berry é considerado, e muito acertadamente um dos pioneiros por ter feito toda esta “mistura” funcionar. É o maior influenciador do rock britânico, que nos brindou nos anos 60 com excelentes músicos e bandas, mas é os Rolling Stones, que mais adotaram o “estilo” musical de Berry, e o manter vivo até nos dias atuais.

Chuck Berry sempre teve grande aproximação com os Beatles (notadamente John Lennon) e com os Stones (Mick e Keith). Por conta desta aproximação ambas as bandas incluíram em seu catálogo, canções de Berry, como Rock´n´Roll music, Roll over Bethoven, Little Queenie, Carol, entre outras…

Mas o tempo, como acontece com todos, está obrigando Berry a se ausentar e a deixar o hall visível das estrelas de rock. Com quase 88 anos, a atividade que a tantos encantou está sendo corroída pela marca do tempo.

Nos vídeos da sequencia, separamos três momentos, com uma mesma canção (Johnny B.Goode), a primeira em 1958, uma intermediária de 1986 com Julian Lennom, e uma de 2013, na última turnê, ocorrida de certa maneira como uma surpresa, já que apostavam numa aposentadoria. Ele passou pelo Brasil nesta ultima etapa, por Curitiba, terceiro vídeo da sequencia:

A epopeia do Rock´n´Roll. Aqui em 1958, mostrando a “cara” do rock nos anos 50, quando surgiu o Rock´n´Roll pelas mãos de vários artistas.


A partir dos anos 60, o rock se expandiu pelo mundo, e principalmente para a Inglaterra, o que fez Berry se envolver com muitos outros músicos que viriam a dominar o cenário. Nesta apresentação abaixo, de 1986, Berry toca com o filho de John Lennon, lembrando de sua aproximação com o pai dele nos anos 60 e 70, e tendo como um dos guitarristas Keith Richards, dos Stones:

No próximo e último vídeo, gravado em 2013, em Curitiba, como parte da turnê sul americana, já notamos o peso dos 88 anos, onde Berry, tem sérias dificuldades para cantar, tocar guitarra, sincronizar-se musicalmente com os demais músicos, mas nem por isto a plateia deixou de colaborar e fazer da apresentação um belo espetáculo.

Pode ser a última vez que o vemos num palco, mas saberemos entender e reconhecer seu trabalho de mais de 60 anos pelo Rock. Já é uma lenda e continuará sendo, influenciando ainda muitos movimentos musicais, como já foi Bill Halley falecido em 1981.

É uma pena, mas estamos perdendo um dos Reis do Rock´n´Roll…..


Veja Também:


A divertida “My-Ding-A-Ling”…

3

“My-Ding-A-Ling” é uma canção escrita e gravada originalmente por Dave Bartholomew em 1952, e teve seu título mudado algumas vezes pelo próprio Dave, por questões de mudança de gravadoras. Ela já foi conhecida como “Little Girl Sing Ding-a-Ling”, “Toy Bell”.

Em 1968, nada mais que Chuck Berry resolveu regravá-la e a chamou de “My Tambourine”, cuja a letra contava a história do cantor que ganhou da sua avó um brinquedo que era um grupo de sinos de prata pendurando num barbante” que ela o chamava de seu “ding-a-ling.”

De acôrdo com a letra original, o presente, tratava-se de um sinalizador para ser usado na escola sempre que ele estivesse em situações perigosas, etc., mas há uma indução constante a um duplo sentido relacionando com um pênis.

Chuck Berry em sua incursão londrina em 1972, naquilo que foi chamado de “London Berry Sessions” a regravou ao vivo com o título original , conclamando a participação da plateia, e para aqueles que se recusaram a participar do coro, ele introduziu um verso “que esses que não estão cantando, devem estar brincando com seu “ding-a-ling”. Vejam o vídeo:

A versão de Berry ainda veio a sofrer censuras ou modificações para serem executadas em algumas rádios. Toda esta controvérsia foi inclusive satirizada em um dos episódios dos Simpsons, onde um estudante da Escola Elementar de Springfield, tentou cantar a canção em um show de talentos local, e já no primeiro refrão, deixou irado o diretor Seymour Skinner.

Mas ainda naquele 1972 a canção atingiu primeiro lugar no Canadá, Inglaterra e Estados Unidos, para desespero dos conservadores.

Acompanhe com a letra:

When I was a little bitty boy
My Grandmother bought me a cute little toy
Silver bells hanging on a string
She said it was my Ding a ling a ling

Oh my ding a ling, Everybody sing
I wanna play with my ding a ling a ling
Oh my ding a ling, my ding a ling
I wanna play with my ding a ling a ling

When I started Grammar School
I used to stop off in the vestibule
Every time that bell would ring
I’d take out my ding a ling a ling

Oh my ding a ling, Everybody sing
I wanna play with my ding a ling a ling
My ding a ling, my ding a ling
I wanna play with my ding a ling a ling

Humpty dumpty on the wall
Humpty had an awful fall
When they went to tell the king
Caught him playing with his ding a ling

Oh my ding a ling, my ding a ling
Come on now everybody sing
My ding a ling, my ding a ling
I wanna play with my ding a ling

I remember the girl next door
We used to play house on the kitchen floor
I’d be king, she’d be queen
Together we’d play with our ding a ling a ling

My ding a ling, Oh my
I wanna play with my ding a ling a ling

When they took me to Sunday School
Tried to teach me the golden rule
But every time the quire would sing
Catch me playing with my ding a ling

Oh my ding a ling, my ding a ling
I wanna play with my ding a ling
My ding (That’s right), my ding a ling
I wanna play with my ding a ling a ling

This here song, it ain’t to sad
Cutest little song you ever had
Those of you, who will not sing
You must be playing with your own ding a ling

Oh my ding a ling, my ding a lin (Come on now, Come on now, Everybody sing)
Now my ding a, oh my ding a
I wanna play with my ding a ling


Go to Top