Supersônico Overture está chegando ?

Um novo avião supersônico “acessível” deve decolar no final deste ano, depois de garantir milhões de dólares em financiamento.

O avião comercial, apelidado de Overture, acabará transportando dezenas de milhões de pessoas em todo o mundo em Mach 2,2, o que equivale a 2.335 km/h, disseram seus desenvolvedores da Boom Supersonic.

Espera-se que um protótipo em escala real do avião seja lançado no final deste ano, depois que a empresa anunciou que conseguiu um financiamento adicional de US $ 140 milhões, e com a expectativas de vôos com passageiros para iniciar na década de 2020, ou seja daqui a pouco tempo.

Futuros clientes já incluem a Virgin Group e a Japan Airlines, que já encomendaram 30 aviões Overture entre eles, disse o porta voz da Boom Supersonic.

Blake Scholl, fundador e CEO da Boom Supersonic, afirmou: “Na Boom, nossa visão é remover as barreiras do planeta. Hoje, o tempo e o custo das viagens de longa distância nos impedem de nos conectar com pessoas e lugares distantes”.

“As tarifas serão semelhantes às da classe executiva de hoje, ampliando os horizontes para dezenas de milhões de viajantes. Por fim, nossa meta é tornar o voo de alta velocidade acessível a todos. “Este novo financiamento nos permite avançar no trabalho da Overture, o primeiro avião supersônico economicamente viável do mundo”.

Alguns dos detalhes do novo supersônico e como estão os ensaios de tunel de vento na Boom

Além de ser acessível, a empresa disse que o Overture também será o jato supersônico mais ecologicamente correto já feito, com uma liga de carbono semelhante à algumas aeronaves atuais.

Andy Karsner, sócio-gerente da Emerson Collective e líder da Elemental, afiliada de energia e meio ambiente da empresa, afirmou: “Nosso interesse na Boom é impulsionado por sua visão para possibilitar maior conexão humana e uma experiência natural e cultural mais empática através do design ecológico e consciente”.

“A Boom tem a liderança, os valores e o potencial para acelerar muitos avanços como compostos de carbono leve e combustíveis mais verdes, promovendo desta forma a redução dos impactos climáticos da aviação. Estamos entusiasmados em fazer parceria com uma empresa comprometida em revolucionar as viagens com mais responsabilidade ambiental”.

A Boom está atualmente construindo o XB-1, um protótipo tripulado em escala do avião Mach-2.2, que deve voar ainda neste ano. Para acomodar a montagem do XB-1 e o desenvolvimento da Overture, a Boom se mudou recentemente para uma instalação de última geração no estado do Colorado.

Na prática a Boom Supersonic, está construindo o que chama de “a primeira aeronave supersônica economicamente viável do mundo”. O supersônico Overture terá capacidade para 55 passageiros e tem uma aparência semelhante ao Concorde do lado de fora, com um nariz fino e formato de asa delta e a Boom espera que o protótipo valide seus conceitos para aerodinâmica eficiente, materiais compostos avançados e sistema de propulsão mais eficaz.

Segundo CEO Blake Scholl, um voo de Nova York para Londres levaria cerca de 3 horas e 15 minutos, enquanto um de Sydney para Los Angeles demoraria 6 horas e 45 minutos.

Uma das principais e grandes inovações que a Boom espera demonstrar é atingir uma alta velocidade sem injetar combustível adicional no tubo do jato após a turbina, um processo conhecido como pós-combustão. O Concorde, por exemplo, usava pós-combustão durante a decolagem e na aceleração.

Apesar de grande aporte de dinheiro não está claro quanto precisará ser investido para que o Overture possa ser usado comercialmente, já que os custos de desenvolvimento do Concorde por exemplo giraram em torno de US$ 7 bilhões. A própria Boeing e a Airbus, por outro lado, gastam de US$ 2,5 bilhões a US$ 6 bilhões para colocar alguns dos seus  jatos comerciais no mercado.
Enquanto alguns analistas permanecem céticos sobre o modelo econômico de uma aeronave supersônica hoje, o fundador está empenhado em “tornar os voos de alta velocidade acessíveis a todos”. Segundo ele, os avanços tecnológicos permitirão que o Overture seja silencioso nas decolagem e pousos, incorporando combustíveis mais limpos.

Aeronaves que voam mais rápido que a velocidade do som, foram desenvolvidas pela primeira vez em meados do século XX. Mas os regulamentos e os desafios técnicos impediram a inovação e a expansão do conceito, disse a Boom Technology, em sua sede em Denver. A empresa de aviação afirmara no entanto que pretende mudar isso desenvolvendo um jato de passageiros moderno e supersônico que viajará a Mach 2.2(2.335 km / h). O Concorde, um jato de passageiros supersônico aposentado, voou a velocidades de até 2.180 km/h.

O tempo será o testemunho dessas novas realizações e 2019/2020 serão a prova deste inovador projeto…

Links relacionados:


Updated: 14/01/2019 — 5:09 pm

5 Comments

Add a Comment
  1. Boa notícia!!!!
    Abs, Vera

  2. Amaral, finalmente retornaram a projeção de um avião supersônico aos moldes do Concorde, porém economicamente viável.
    Ainda me pergunto por quê não existe avião de passageiros movido a energia nuclear?
    Abraços,
    Alan

  3. Amaral,
    Bom ano novo pra vocês ai em Campos de Jordão,
    Muito legal essa reportagem, cada vez mais rápido em tudo que fazemos…55 passageiros por voo, vai sair muito caro e vai ser só pra que tem muita grana….abs

  4. Top!
    Grato,
    Sebá

  5. É sempre bem vindas as novidades tecnológicas, ainda mais se forem em prol de um desenvolvimento sustentável e permitir que possamos acessar até o outro lado do mundo em menos horas fatigantes! Que venha logo!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *