Como previsto uma multidão muito maior que o primeiro evento em 1 de Novembro, dirigiu-se ao MASP, na Avenida Paulista para mais uma vez expor a indignação com a degradação em todos os aspectos de nosso país.

Vários movimentos se uniram tendo como alvo único o PT e tudo que a eles está relacionado. Com uma missão prioritária de Impeachment da atual presidente, outras alternativas também receberam apoio e foco da multidão que se concentrou no vão do MASP, e depois seguiram para a Praça da Sé em dois blocos e por caminhos diferentes.

O maior bloco seguiu pela Av. Paulista e pela Av. Brigadeiro Luiz Antonio, e o outro pela Av. Paulista e Rua da Consolação, todos em sentido ao centro da cidade, no ponto zero de SP, a praça da Sé.

Mais uma vez a Avenida Paulista lotada de manifestantes pró Impeachment

Mais uma vez a Avenida Paulista lotada de manifestantes pró Impeachment

A passeata seguiu pela Av. Brigadeiro Luiz Antonio em direção a centro, na Praça da Sé

A passeata seguiu pela Av. Brigadeiro Luiz Antonio em direção a centro, na Praça da Sé

Nem a indisposição do cantor Lobão, não concordando com um dos movimentos alí presente, que defende a Intervenção constitucional, se retirando do evento, causou qualquer dano, embora muitos reconheceram que ele não deveria fazer isto.

Como um movimento livre e aberto, todas as opções expostas, fazem parte de um único coro, que é muito claramente mostrado nas imagens capturadas.

Ao contrário do primeiro evento, onde apenas um carro de som iniciou a aglomeração (seguido de mais um no final – Ibirapuera), desta vez foram cinco, o que propiciou a divisão da passeata em blocos.

Foi mais um ato de civismo e bem maior, que mais uma vez a mídia clássica tentou ridicularizar, com suas estatísticas e menosprezo. Quem esteve lá pode comprovar isto. Mas o povo é soberano e supremo.

Canais de mídias do exterior estiveram presentes, e até turistas estrangeiros participaram, dando seu apoio na luta para evitar o golpe ideológico que estamos sofrendo.

Pouquíssimos incidentes, normalmente causados por provocação alheia, e mais uma vez a impecável atuação policial, tanto da Polícia Militar, quanto dos agentes da polícia civil para garantir a segurança do ato. Receberam a gratidão dos manifestantes por várias vezes.

A data histórica, 15 de Novembro, da proclamação da república que nos livrou da ditadura dos Pedros (1º e 2º), se converteu no último sábado como mais uma proclamação contra a resignação, contra uma ditadura ideológica, que sutilmente está nos “comendo pelas bordas” nestes últimos 12 anos.

Parabéns a todos os oradores e lideranças, que conseguiram mais uma vez através do único canal ainda não consumido por patrulhamentos nefastos a democracia plena, que são as redes sociais.

Não nos permitamos a desmobilização, muito pelo contrário vamos dar uma resposta ainda maior nos próximos atos cívicos, enquanto outras medidas são legalmente trabalhadas.

Como dito no post anterior, estamos apenas por nós, sem a mídia clássica, tão claramente espumante em eventos históricos de outras épocas.

Avante, vem pra rua, sempre….


Os melhores momentos, com destaque para os discursos dos deputados Telhada e Bolsonaro


As imagens em quatro blocos: concentração no MASP, Passeata na Av. Paulista, passeata na Av. Brig. Luiz Antônio, e na Praça da Sé


Veja mais:
Mais 7 minutos – Av.Brigadeiro Luiz Antonio / UltimoInstante Notícias
Paulista-Brigadeiro-Sé / José Mattos
Saíndo da Av.Paulista, entrando na Av.Brigadeiro / PadrãoTV
Discurso Paulo Eduardo Martins na Praça da Sé / Marmelada PuraBrasil
Cobertura CNN


passeata1511

 

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • Google Plus