😛 Mais um aniversário desta grande e emocionante cidade.

Cidade das transformações, da diversidade de tudo, heroína maltratada por políticos e governos, mas sempre se reinventado, sempre se transformando, uma metamorfose ambulante…

A transformação e o dinamismo progressista é tanto, que canções outrora  poetizando a cidade, devem mudar suas letras, seus rítmos, para atender uma  nova poesia,  no novo século…

Tom Zé e Caetano Veloso, seriam os que teriam mais trabalho..

Tom Zé de fato adotou a cidade, mas sua Letra “São São Paulo meu amor”, terá que sofrer severas modificações:

  • Não são mais 8 milhões, mas sim 12;
  • Não é mais uma aglomerada solidão, pois durante todo ano multidões se juntam e se divertem nos inúmeros eventos públicos da cidade, com várias temáticas e finalidades…
  • As pecadoras não estão mais só no centro da cidade…..
  • O palavrão não é mais reprimido, e não tem mais uma bomba por quinzena
  • As mil chaminés não existem mais
  • Santo Antonio foi readmitido pelos ministros do cupido, e revigoraram a rua São Caetano para seu business..
  • Mas tenho certeza que o seu refrão ainda espelha a verdade pura:  “Porém com todo defeito Te carrego no meu peito São, São Paulo Meu amor”.

Já Caetano se morasse na cidade por longas jornadas, teria que rever sua “Sampa”:

  • Veria que muito mais esquinas, fariam acontecer alguma coisa no seu coração e não mais só a Ipiranga com a São João..
  • A dura poesia concreta de suas esquinas,  virou pavilhões de artes, de grafites, de luminosos permitidos pela Lei cidade limpa..
  • A deselegância de suas  meninas a tornaram  uma das principais capitais da moda do mundo…
  • Rita Lee não é mais sua completa tradução, mas apareceram Titãs, Ultrage a Rigor, ressurgiram os Mutantes, o Emicida e muitos outros..
  • Que Narciso ficou obsoleto em analisar o bonito e o feito, e na pior das hipótises, tudo é arte, tudo é diversidade…
  • Não é mais o avesso do avesso, e sim o avesso do contrário, o avesso da concordância, mesmo que temporário, pois a cidade precisa e tem fome de se transformar…de se reinventar…
  • A força da grana mais constrói do que destrói;
  • Os deuses da chuva viraram sobrevida para os repórteres apocalípticos, e surgiram outros deuses, que abençoam todas as novas qualidades da cidade.
  • As Pan-Américas de Africas são reais, assim como de Bélgicas, Dinamarcas, Suiças, Finlandias, Franças …  que invadiram suas entranhas e aumentaram as diversidades culturais e de negócios..
  • E o túmulo do Samba, nunca foi, como pode já ter descoberto, afinal quem deu este título desconhecia a cidade, caso contrário ele teria descoberto Adoniram e sua turpe…
  • Que os novos baianos já ficaram velhos,  e de muito tempo não aparecem mais na cidade nem como banda nem como carreira solo…
  • Mas com certeza  o refrão é da mais pura sabedoria: “Alguma coisa acontece no meu coração”…..quando cruzo São Paulo…

Neste mais um aniversário, está consolidado cada vez mais a cara de SP, que é a diversidade:

Diversidade de tudo, de raças, de religiões, de cultura, da gastronomia, de sua plástica urbana, da política, do luxo, do ultra-moderno e do antigo…

Uma das ocorrências destes últimos anos é a diminuição da imigração interna e o aumento da imigração externa, e diversos fatores tem contribuindo para cada vez mais estrangeiros adotarem a cidade. Há vasto material em todas as mídias mostrando isto, e este blog escolheu para este aniversário a percepção dos espanhóis, que para cá vieram, numa exemplar apresentação da própria mídia espanhola.  Os problemas e os encantos da metrópole que são tantos, são inseridos na convivência destes cidadãos espanhóis-paulistanos, numa bem elaborada apresentação:


PARABÉNS SÂO PAULO !


ilovesp

 

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • Google Plus