Somos uma ilha cercada por senhas de todos os lados, Constantemente somos desafiados a elaborar senhas difíceis (Strong), para os mais diversos serviços e transações que fazem parte da modernidade.

A Intel disponibilizou um site para avaliar o nível de segurança de sua senha, por tanto sua qualidade, para dificultar seu “hackeamento “

O site oferece também dicas sobre composição de senhas, mas nada melhor do que se testar composições próprias . Claro que não se deve utilizar suas senhas reais, mais modelos semelhantes, e conseguir uma avaliação do tempo necessário para se quebrar sua segurança. Veja aqui:

How Strong is Your Password?

É visível que quanto maior o número de caracteres e sua diversificação entre letras, números, caracteres especiais, maiúsculas com minúsculas, proporciona uma maior segurança.

Contudo alguns serviços que utilizamos, normalmente limitam o número de caracteres, ou não permitem esta diversificação em sua composição. Vale então o uso de criatividade.

Testamos um abaixo um exemplo:

Considere a senha “Carlos11061963”. O resultado foi:

Como vê, ela poderia seria quebrada em 3 meses.


Vamos incluir um caractere especial “Carlos@11061963”:

Com apenas uma inclusão passamos para 8 anos de tentativa em quebrá-la.

Com apenas uma inclusão passamos para 8 anos de tentativa em quebrá-la.


Numa limitação de caracteres, por exemplo de 10 caracteres imposta pelo provedor de serviço:

Vamos testar “carlos1106

Resultado péssimo, não? Apenas 0,0272 segundos de duração numa tentativa de quebra-la.

Resultado péssimo, não? Apenas 0,0272 segundos de duração numa tentativa de quebra-la.


Vamos incluir uma letra maiúscula na mesma distribuição: “Carlos1106”:

Uma pequena melhora, 3 dias de duração, mas resultado muito horrível.

Uma pequena melhora, 3 dias de duração, mas resultado muito horrível.


Mantendo parcialmente a distribuição e trocando os números por outros caracteres. Por exemplo: “Carlos@#$&”:

Nada mal, considerando a limitação de caracteres imposta.

Nada mal, considerando a limitação de caracteres imposta.

 

E assim por diante…


Uma empresa de segurança dos EUA chamada Imperva analisou 32 milhões de senhas recentemente reveladas após um ataque de hackers ao site RockYou.com. A de maior frequência, foi a de 123456. Testando no site da Intel, a segurança apresentou o seguinte resultado:

123456


Um outro ótimo local para testar sua composição de senhas é o Yet Another Password Meter

 

Não use senhas “fracas”, a vítima pode ser você.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • Google Plus