O STF realmente se superou.

Acostumado a espremer as “Leis vigentes” para soltar Celebridades de conduta duvidosa, desta vez deu um tom espetacular, e mostrou que sua decisão foi espremer o máximo para fazer as vontades de seu antigo “patrão”, Lula.

Em outra sessão já tinham votado pela extradição do “Ilibado” Battisti, e aí se encheu de belas palavras e jogou a batata no colo do Lula. Evidente que este, acostumado a achar que bandido de esquerda é herói e de direita deve ir para o calabouço, não aprovou a extradição de um colega de “batalhas”. Ao apagar das luzes de seu mandato, devolveu a bola para o STF (para que???).

Eis então que somos premiados, por esta decisão espetacular, de além de não extraditar, vão libertá-lo, dar-lhe cidadania, emprego, SUS, e quem sabe Bolsa Família, Minha casa Minha vida, bolsa gás, e a bolsa “dedo médio ereto para cima” dizendo “toma seus babacas”.

Difícil saber neste momento qual o prejuízo internacional desta conduta de patrulhamento ideológico e de exposição ridícula e desnecessária por um cidadão que não nos pertence, mas penso haver um sentimento de vingança também, característica muito comum dos vermelhos que estão no poder.

Lembram-se de Cacciola, aquele do banco Marka, que em 1999, foi acusado de peculato e gestão fraudulenta, e que graças ao STF, ganhou habeas corpus, e fugiu do Brasil rumo a Itália, e só em 2005 foi condenado ?

Durante este tempo todo a Itália também fez “corpo mole” em extraditá-lo, alegando que ele também tinha cidadania italiana  e que tinha que obedecer as leis locais, e só em 2007 por um descuido infantil, ele foi preso em Mônaco quando passava férias, e depois de muita “ensebação” jurídica ele foi extraditado ao Brasil.

Para os donos vermelhos do poder, era questão de honra trazer este cidadão de volta ao Brasil, cidadão este do mais nefasto tipo do capitalismo selvagem (o especulador malandro do sistema financeiro).

Agora com a situação de Battisti a vingança está feita, mas não concluída ainda, para o pleno gozo dos algozes.

E aonde entra Ronald Biggs nesta história ?

Ora, não vou aqui descrever a história deste bandido celebridade, afinal está bem exposta em qualquer canto da internet, mas depois de gozar do esconderijo paraíso por muitos anos, já que a republiqueta não foi cortês em envia-lo espontaneamente de volta a Inglaterra, pois não havia acordo de extradição, quando houve a oportunidade disto ele engravidou uma dançarina de bordel, e pelas “leis brasileiras” refugiados nesta condições não poderiam ser extraditados.

Então, concluindo, vamos agora dar cidadania ao Battisti, com todos os direitos de um brasileiro, então ele fica com dupla cidadania, e nunca mais poderemos extraditá-lo, (mesma argumentação da Itália no caso Cacciola), e falta apenas ao Battisti cumprir sua parte seguindo o exemplo de Biggs, ou seja, engravidando alguma moça de plantão, e o ciclo se completa e o Brasil estará “vingado” pela cabeça “pensante” dos donos do poder.

Como nação continuaremos a ser em pleno Século 21, um grande paraíso para os malfeitores de outras nações, graças as nossas brilhantes instituições e intelectuais ideológicos baratos!

O sorriso deve ser pela certeza da impunidade

Enlutou no mínimo 4 familias e envergonhou 2 nações

Ainda como observação, o Parlamento Europeu se manifestou a respeito do caso em Janeiro deste ano:

Veja em :

http://www.cartacapital.com.br/politica/parlamento-europeu-aprova-pedido-da-italia-para-a-extradicao-de-battisti

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • Google Plus