O mais destacado exemplo da “época francesa” de São Paulo, o Museu Paulista da USP, popularmente conhecido como Museu do Ipiranga ou Museu da Independência.

Gilberto Calixto Rios, fotógrafo profissional, amigo das reuniões da ONG PreservaSP, tem exposto ao público vários trabalhos sobre a história de São Paulo. Bisneto de Benedicto Calixto famoso pintor, desenhista, professor, historiador e astrônomo amador brasileiro, recentemente por ocasião do aniversário de 463 anos da cidade, apresentou mais um trabalho que mostra uma face pouco conhecida de São Paulo, mas que marcou profundamente a vida e a história da cidade: a época da São Paulo francesa, um período decorrido entre o final do século XIX e início do XX, em que os costumes, a cultura e principalmente a arquitetura seguiam os modelos franceses. Uma boa parte das construções já tombaram por conta das transformações da cidade, mas algumas edificações resistiram e podem ser vistas ainda na cidade: