A mais importante data cívica do Brasil, foi transformada em uma festa privativa, onde além de autoridades sòmente convidados e certamente apoiadores petistas puderam ter acesso.

Como ver o desfile da independência com o muro da vergonha?

Como ver o desfile da independência com o muro da vergonha?

Uma mancha na festa da Independência, que teve uma presidente acuada e com medo de se expor aos protestos legítimos de uma democracia que ela mesmo tanto fala. Este cenário desastroso só aconteceu em Brasília, por conta claro, da presença da presidente e seus colaboradores de governo. Nas outras cidades onde houveram desfiles cívico-militar a convivência com a população e manifestantes ocorreu sem restrições e se respeitando os valores da liberdade.

Brasília foi então o centro das atenções dada a repercussão desta lamentável mancha em nossa data cívica mais importante, onde uma audácia que beira a imbecilidade que foi a construção de uma cerca de metal quilométrica para segregar a população de ver o desfile cívico, certamente com o medo dos eventuais protestos que estavam planejados e que vêm ocorrendo desde 2014.

O protesto então ganhou mais amplitude por conta desta ação de isolamento, revoltando a população o que acabou por gerar uma onda de depredação do então apelidado “Muro de Brasília”, “Muro da vergonha”, que ao contrário do de Berlin, teve curta duração. Espanta o fato de as autoridades militares concordarem e permitirem que tal muro ou cerca fosse erguida para isolamento da população, sendo desta forma um fato inédito desta festa outrora sempre com a presença de todos.

Uma mancha que ficará, e como diz um certo protagonista deste estado de mazelas que nos acometeu –  “Nunca antes neste país”, uma festa cívica do povo sofreu um ato tão covarde e indecente como este segregamento.

Graças as redes sociais, (já que a mídia alienada pouco destaque deu) conseguimos registrar estes acontecimentos que só aumentam o cenário da insatisfação vigente.

A epopeia do Muro de Brasília:


Alguns momentos do desfile e protestos em Brasília e São Paulo:


Relembre os outros atos cívicos de protestos:

9ato

 

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • Google Plus